Lei da vereadora Arilma de distribuição de absorventes nas escolas está valendo em Eunápolis

Desde o dia 21 de junho deste ano, está valendo o programa de distribuição de produtos de higiene menstrual para todas as escolas da rede municipal de Eunápolis, criado a partir do Projeto de Lei, de autoria da vereadora Arilma, aprovado na Câmara e sancionado pela prefeita Cordélia Torres.

O tema ganhou visibilidade nacional com leis similares em diversas cidades do país. Uma lei federal com a medida social foi aprovada pelo Congresso, mas vetada essa semana pelo presidente Jair Bolsonaro, que alegou a ausência da fonte dos recursos para execução do programa.

A iniciativa da vereadora Arilma foi baseada em dados. No Brasil, estima-se que uma em cada quatro alunas deixam de ir à aula no período menstrual por falta de condição financeira para comprar absorventes. O fenômeno é mundial. O problema foi batizado de pobreza menstrual e reconhecido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Por Bahia40graus

você pode gostar também