Morre aos 116 anos idosa reconhecida como a pessoa mais velha do Brasil

Morreu nesta terça-feira (5), aos 116 anos, a idosa mais velha do Brasil. Validada pelo Gerontology Research Group (GRG) de tal modo, Francisca Celsa dos Santos era natural de Cascavel e morreu na sua casa, em Fortaleza, após ser acometida por uma pneumonia.

As netas de Francisca informou que ela teve uma piora no quadro de saúde e foi vitimada por uma falência múltipla de órgãos. O corpo da mulher foi sepultado na tarde da última quarta-feira (6), no Cemitério Municipal de Pacajus (Nossa Senhora da Conceição), na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

A senhora era também a terceira mais velha no mundo e obteve o reconhecimento do Guinness Book como “supercentenária” mais antiga da América Latina. Ela faria 117 anos no dia 22 de outubro.

“A gente preservou tanto ela [do coronavírus], mas estava tendo a construção de um supermercado em frente à casa dela e, por conta dessa poeira, ela pegou uma pneumonia. Ela melhorava e piorava, mas infelizmente ontem Deus a levou”, disse a neta, Fernanda Aliny Barroso Celsa, ao jornal Diário do Nordeste.

“Quando ela tinha uns 80 anos, ela estava com câncer no estômago e pediu pelo amor de Deus pra minha mãe não deixar ela no hospital. Ela foi curada e ficou [viva] até quase os 117 anos. Pra gente isso é uma dádiva, é um orgulho”, afirmou a descendente, acrescentando que Francisca vai deixar a “união” e o “amor” entre os familiares como legado.

você pode gostar também