Vilas-Boas pede exoneração da Secretaria da Saúde após caso de ofensa a cozinheira

A Secretária de Saúde da Bahia (Sesab) não é mais comandada por Fábio Vilas-Boas. Nesta terça-feira (3), o agora ex-secretário pediu exoneração da pasta, após reunião com o governador Rui Costa (PT), onde foi entregue uma carta com o pedido, aceito pelo governador. A saída se deu após o caso de ofensa contra a chef do restaurante Preta, Angeluci Figueiredo (reveja aqui).

Na carta, o médico agradeceu a confiança do governador que lhe fez o convite e que “me deu a oportunidade de contribuir para uma verdadeira revolução na saúde visando atender a quem mais precisa”. Fábio também desculpou-se por episódios recentes envolvendo a empresária Angeluci Figueiredo.

Vilas-Boas chegou a pedir desculpas pelo ato, que se deu, por não ter sido atendido no restaurante, pois o local estava sem funcionar em razão do mau tempo que fazia no último domingo (1º), em Salvador. Após o ocorrido, Fábio foi alvo de muitas críticas, entre elas, de parlamentares e entidades, que repudiaram as ofensas do secretário da Saúde contra empresária (veja aqui). O então titular da Sesab chegou a ser flagrado por câmeras invadindo o estabelecimento (veja mais aqui).

De médico premiado da cardiologia a agente político e protagonista dentro do governo Rui Costa na luta contra a Covid-19, o agora ex-secretário mudou desde que assumiu a pasta em 1° de janeiro de 2015. Vilas-Boas vinha ganhando força e mesmo sem filiação partidária, o médico já foi ventilado como pré-candidato à prefeitura de Salvador e era cotado para disputar uma cadeira na Câmara dos Deputados ou na Assembleia Legislativa. Com a exoneração, as chances de voos políticos diminuem.

você pode gostar também