O império fraterno sofreu mais uma derrota, desta vez na Câmara de Vereadores

O prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira, começou a acumular derrotas memoráveis. Primeiro perdeu a eleição de Deputada da querida filha, nesta eleição perdeu a Prefeitura para sua opositora Cordélia Torres (DEM), que ganhou com uma gigantesca frente de votos, e nesta última quinta-feira (10) sofreu mais uma derrota, desta vez na Câmara de Vereadores.

O prefeito encaminhou para a Câmara de Vereadores, um projeto que visava a criação de uma Agência Reguladora, cuja função seria fiscalizar os serviços de esgoto e saneamento básico a serem implantados na cidade. O projeto também vislumbrava um remanejamento de R$ 50 mil reais mensais para cobrir os altos salários dos diretores indicados pelo prefeito fraterno.

Vereador Arthur Dapé, analisando o projeto

O vereador Jota Batista relatou que esse projeto é completamente inconstitucional e que na verdade, seria apenas um cabide de emprego dos fraternos. O projeto foi mais uma manobra do prefeito para se manter ativo politicamente, e beneficiar pessoas ligadas a ele.

A rejeição do projeto foi uma surpresa para o prefeito Robério, que não teve aprovação nem de seus vereadores. O prefeito Robério Oliveira, precisa entender que o império caiu.

Pelo visto, tudo isso já é uma reação esperada diante da posição da prefeita eleita, Cordélia, cuja a visão humanizada deverá ser a guia do novo governo.

você pode gostar também