Profissionais da Educação demitidos protestam em frente à Câmara

Diversos professores realizaram manifestação em frente a Câmara Municipal de Eunápolis nesta terça-feira (18) em protesto pelas demissões feita pelo prefeito Robério Oliveira. A indignação dos profissionais da secretaria de educação que gritavam frases de ordem e pediam respeito aos servidores, é referente a decisão da prefeitura que deixou mais de 400 famílias sem emprego em meio a pior crise do século.

Além de ter reduzido o pagamento de salário dos professores e decretado as demissões, o gestor enviou para câmara municipal de vereadores um projeto de lei que vai conceder auxilio de R$600, que foi rejeitado pela grande maioria dos demitidos. Alguns alertam que não tem como sobreviver com este valor, pois é equivalente a menos da metade do que os profissionais recebiam.

A prefeitura justificou o encerramento dos contratos por falta de verba, porém os salários dos profissionais da educação são pagos através do Fundo Nacional de Educação Básica (FUNDEB), dinheiro federal que está sendo repassado à prefeitura normalmente. Em contradição a essa justificativa o poder executivo está gastando milhões com obras que não poderão ser utilizadas tão cedo por causa da pandemia. A prefeitura arrecadou mais de R$800 mil reais em multas de infrações de trânsito. Esse valor poderia garantir o emprego desses profissionais e o fortalecimento da educação em Eunápolis.

Enquanto isso centenas de famílias ficam sem a sua única fonte de renda e alunos sofrem sem a expectativa de retorno às aulas. O prefeito Robério, vem mostrando à todo momento, que não tem nenhum tipo de compromisso com a educação do município.

você pode gostar também