Gestante corre risco de vida no hospital regional de Eunápolis, por falta de medicamentos

A gestante Maria Eduarda deu entrada no hospital regional de Eunápolis, nesta quarta-feira (17), para realização do seu parto através de uma cesariana, pois segundo ela, seu parto é muito arriscado. Mais infelizmente sofreu uma frustração ao receber a informação que não será possível realizar o procedimento por falta de medicamentos.

No prontuário do hospital, o médico deixou registrado que não realizou o procedimento cesariana por falta de Ocitocina, medicamento usado no procedimento cesariana, pois no hospital não tem. Esse absurdo dentro do hospital regional de Eunápolis, infelizmente já virou uma normalidade, não é novidade para nenhum paciente. Recentemente um médico revelou esse mesmo descaso dentro da unidade.

Prontuário médico
Prontuário Médico

Os familiares da gestante estão desesperados com a triste situação, pois a mesma precisa com urgência realizar o parto através da cesariana. A família entrou em contato com o Radialista Anaildo Colônia para que o caso tenha uma solução quanto antes. Até a última atualização da matéria às 21h, a gestante estava aguardando uma solução. Veja a baixo um áudio da mãe da gestante.

O prefeito de Eunápolis Robério Oliveira, parece não se importar com as vidas das pessoas, pois nada é feito para melhorar as condições dentro do hospital regional, cada dia que se passa, a população se surpreende com os absurdos que vem acontecendo dentro do hospital. Quantas vidas precisará ser perdidas para tocar no coração desse Prefeito? Lamentável.

A secretária de Saúde do município de Eunápolis, está totalmente perdida em meio a pandemia, o caos se instalou e nada está sendo feito para melhorar a situação do hospital regional de Eunápolis. Infelizmente os moradores já estão desacreditados desse desgoverno do prefeito Robério.

você pode gostar também