Prefeito de Eunápolis deixa professores desamparados após corte salarial

A Presidente da APLB de Eunápolis, Professora Jovita Lima, usou as redes sociais para demostrar a sua indignação com o atraso dos salários de todos os servidores da educação e que poderá ter cortes de até 80% nos salários, após o prefeito Robério públicar o decreto nesta segunda-feira (4).

Segundo Jovita, o corte é totalmente ilegal, a classe não ira aceitar esse absurdo. “Vamos fazer a convocação de um panelaço para cobrar respeito com os profissionais da educação, pois ninguém foi avisado em nenhum momento que haveriam estes cortes”, disse Jovita.

Segundo Jovita, mais de R$ 6.500.000,00 do FUNDEB foram depositados na conta da prefeitura e que não tem nenhum motivos para atrasos de salários e que não irão aceitar o que ela chamou de pacote de maldades contra os servidores da Educação.

O prefeito de Eunápolis Robério Oliveira, perdeu totalmente o controle de seu governo, são várias irregularidades cometidas por uma gestão sem compromisso com a população eunapolitana. Lamentável ver vários país de família desamparados em plena pandemia mundial.

você pode gostar também