Garis trabalham sem equipamentos de proteção obrigatórios em Santa Cruz Cabrália

Os garis contratados para trabalhar na coleta de lixo em Cabrália ficam expostos a riscos. Imagens feita por uma equipe de reportagem do “Saiu Na Mídia” mostram que alguns trabalham sem usar os equipamentos de proteção individual (EPIs). Os garis recolhem o lixo sem luvas. Não usam uniforme, nem calçados adequados.

De acordo com um engenheiro de segurança do trabalho, nessas condições os trabalhadores ficam expostos a uma série de riscos. “São matérias orgânicas, às vezes em decomposição, que criam alguns microrganismos. Durante esse manuseio, ele pode ter necessidade de coçar o olho ou a boca. Ou então ele vai transferir aquele material do lixo para seu corpo. Por isso a necessidade do uso dos EPIs”, explicou.

Pela legislação que regula o setor, durante o trabalho, os garis devem usar luvas, botinas, máscaras, óculos, bonés e protetores de ouvido. O kit com esses itens de segurança custa, em média, R$ 50.

você pode gostar também