O crescimento de Cordélia assusta os adversários em Eunápolis

Os adversários políticos de Cordélia insistem em atacar sites e blogs, mas as notícias favoráveis nascem dos números oficiais e não da opinião de A ou B.

Em 2019, na maioria das pesquisas de consumo interno feitas em Eunápolis, a pré-candidata Cordélia Torres liderou com folga.

No final do ano passado, o site Bahia Notícias divulgou uma pesquisa contratada junto ao instituto Séculus que apresentou Cordélia com 40%, o prefeito Robério com 23%, o vereador Ramos Filho com 7% e Neto Carletto com 2%.

A reação dos grupos adversários foi desqualificar o levantamento, em comentários e fake news nas redes sociais, no rádio e sites da cidade. Atacaram até o Bahia Notícias, site de maior audiência no estado.

Vale lembrar que todos os demais candidatos que hoje estão atacando a pré-candidatura de Cordélia, já caminharam lado a lado com o prefeito Robério.

Trajetória

A liderança de Cordélia não foi surpresa para quem vem acompanhando o cenário eleitoral de Eunápolis nos últimos anos. São os números oficiais que favorecem Cordélia, não a midia. Por sinal, a pré-candidata não conta com mais com a rádio 98, fechada há mais de 6 meses.

EM 2016

Em 2016, com uma estrutura precária, andando nas ruas com uma van velha e algumas pessoas do lado, a candidata da oposição obteve 19.917 votos (37,58% dos votos válidos), enquanto o prefeito eleito, Robério Oliveira, teve 24.453 (46,13%). A diferença foi de 4.536 votos.

Os números mostraram o crescimento paulatino de Cordélia e uma queda vertiginosa de Robério.

Outros candidatos que entraram no cenário tiveram juntos 8.635 votos.

EM 2018

Dois anos depois, Cordélia sai candidata a deputada estadual e, embora não tenha conseguido se eleger por conta de uma manobra partidária de última hora dos adversários, ela obteve 19.223 votos só em Eunápolis, mais de 10 mil votos de frente para Larissa Oliveira (PSD), filha do prefeito da cidade, também candidata a estadual, que obteve apenas 9.098 votos.

Lembrando que Larissa, além do apoio do pai Robério, também teve apoio da mãe e prefeita de Porto Seguro, do tio e prefeito de Cabrália, de outros 3 prefeitos regionais, do senador Otto Alencar, do governador e demais aliados, mas com tudo isso não conseguiu se eleger.

Novamente em 2018 os números oficiais favorecem Cordélia em Eunápolis, que sozinha teve mais votos que a soma de todos os demais candidatos a deputado estadual, como Pedro Vailant e outros.

Portanto, aguardemos os números oficiais de 2020.

 

Por Geraldinho Alves/Bahia40graus

você pode gostar também